3 dicas de como fazer benchmarking sobre a concorrência

A missão de empreender envolve a constante superação de obstáculos e igualmente o aperfeiçoamento da própria forma de atuar no mercado e das soluções entregues aos consumidores. Diante desse cenário, conhecer os concorrentes e seus respectivos métodos de trabalho se tornou uma peça fundamental para alcançar o sucesso, ou seja, é preciso saber como fazer benchmarking.

 

Pensando nisso, elaboramos este post com 3 dicas essenciais, para você empreendedor e gestor, realizar uma análise comparativa eficiente.

Acompanhe!

 

 

Afinal, o que é benchmarking?

A expressão benchmarking tem origem do termo inglês benchmark, que significa “referência”. Na prática, trata-se de uma metodologia voltada para a obtenção de melhores resultados na gestão dos empreendimentos com base em avaliações comparativas.

 

Os padrões levados em consideração são as condutas das demais empresas que atuam no mesmo segmento — você precisa observar as ações dos concorrentes e utilizá-las como fonte de aprimoramento das suas próprias práticas.

 

Assim, é possível resumir o conceito do benchmarking como a ferramenta que estimula o crescimento a partir das experiências dos adversários.

 

Entretanto, ao contrário do que muitos podem imaginar, não são apenas as bagagens positivas que importam no desenvolvimento desse trabalho. Aprender com os erros também é uma lição fundamental para quem almeja a conquista do sucesso definitivo.

 

O objetivo é usar a vivência do outro a fim de potencializar seus resultados. Quando bem executado, o benchmarking pode trazer excelentes oportunidades a qualquer negócio e cabe ao gestor identificar aquilo que agregará valor a sua organização.

 

 

Quais as vantagens do benchmarking?

Autoconhecimento

O verdadeiro progresso apenas é alcançado quando você toma convicção da sua identidade e, nesse sentido, ter certeza de qual é a cultura cultivada pela empresa e os valores que ela pretende gerar ajudará no planejamento das metas desejadas.

 

Então, a partir do momento em que nos compararmos com a concorrência, características estratégicas que antes não foram destacadas ou compreendidas podem florescer. Desse modo, o uso do benchmarking possibilita vislumbrar os aspectos positivos, bem como os vícios que atrapalham o desempenho do negócio.

 

Conhecimento de mercado

Outro benefício trazido pela análise das atividades dos adversários consiste na ampliação da visão do seu mercado de atuação como um todo. Detectar as técnicas e ferramentas que contribuíram na obtenção de ações bem-sucedidas pelos demais empreendimentos e aplicá-las internamente da maneira correta produzirão o seu merecido reconhecimento.

 

Identificação de oportunidades perdidas

Quão melhores são os resultados dos seus concorrentes? A proporção dessa resposta significa o quanto de detalhes você, na qualidade de gestor, deixou escapar ao longo de todos os anos de atividade.

 

Nessas circunstâncias, a análise comparativa do benchmarking vai evidenciar as oportunidades escapadas, porém que ainda há chances de valer-se delas para aprimorar o negócio.

 

 

Quais as melhores dicas de como fazer benchmarking?

 

1. Escolha as empresas certas para usar como referência

O que se busca com essa metodologia é a excelência no valor que será oferecido no mercado. Portanto, o primeiro passo para implementá-la deve ser a pesquisa dos melhores players do mercado a fim de utilizá-los como parâmetro.

 

2. Defina os métodos e estratégias a serem monitorados

Quais os segredos das grandes organizações que podem fazer a diferença no desempenho da sua empresa? Aqui, entra em jogo a qualidade do produto ou serviço e como eles são oferecidos, as parcerias firmadas, o atendimento ao cliente, as campanhas de marketing e fidelização entre outros fatores.

 

3. Detecte os pontos altos e baixos

Coletadas as informações relevantes, é hora de ponderar sobre as oportunidades encontradas e elaborar uma conclusão dos fatores que representam ameaça e como evitá-las, assim como os aspectos que resultarão na melhoria da sua empresa.

 

Não existem grandes mistérios sobre como fazer benchmarking, o caminho é descobrir as práticas que vêm dando certo, as que já foram testadas e aprovadas pelos adversários e, então, servir-se delas no intuito de tornar o seu negócio mais atrativo e consolidado.

 

Gostou do post? Então para continuar recebendo conteúdos exclusivos como esse, assine a nossa newsletter!

Ricardo Abellan About the author

Head de Estratégia e Resultados da Agência GDM

Comments:
  • Mais um texto memorável !!!!!!
    Mais uma lição !!!!!
    Valeu Ricardo !!!!
    Valeu GDM !!!!

    Duprat

    fevereiro 22, 2018 at 3:59 pm

Leave a Comment: