Entenda a mudança no modelo tradicional de agências de publicidade

O tradicional modelo de agências de publicidade está em extinção. Dessa forma, a relação entre esses colaboradores e o profissional da área de marketing das empresas também ganha novos contornos.

 

Compreender a parceria de uma agência e atuar como uma espécie de consultoria para melhoria contínua — além de contribuir com os processos de inovação —, pode trazer grandes benefícios para o seu negócio.

 

No post de hoje, abordaremos a evolução das agências de publicidade e como essa mudança pode melhorar a relação entre o especialista de marketing da empresa contratante e a prestadora de serviços. Acompanhe a leitura e fique por dentro!

 

 

Quais caminhos as agências de publicidade tomam?

Algumas agências de publicidade agarram-se ao modelo tradicional, que tem como principal fonte de renda o BV (Bônus de Veiculação — de 20%). No entanto, esse conceito está ultrapassado e não tem mais a mesma eficácia.

 

Esse novo cenário deve-se à incerteza do anunciante, que passa a enxergar menor valor naquilo que as agências tradicionais oferecem e, consequentemente, reduz os investimentos. Também vale a pena citar o modelo disruptivo das novas tecnologias como motivador dessa decisão.

 

As agências mais antenadas passam por uma desafiadora transformação para desenvolver uma atuação em maior sintonia com os objetivos do cliente, adotando assim uma nova linguagem.

 

Agora, o discurso envolve o maior conhecimento quanto ao negócio e vai muito além da elaboração de campanhas publicitárias. Não se trata mais apenas de anúncios, as agências fazem uma análise consistente do problema e das oportunidades existentes, prestando consultorias especializadas para auxiliar as empresas em diversas demandas.

 

 

Quais são as inovações adotadas pelas agências?

Entre os serviços que as agências passarão a oferecer estão:

  • consultoria de Branding;
  • tech (robótica, realidade virtual, realidade aumentada, Internet das coisas etc.);
  • consultoria de posicionamento estratégico e de negócios;
  • data (gestão de dados de consumo e de consumidores);
  • e-commerce;
  • prototipagem de produtos;
  • marketing de conteúdo;
  • realtime (acompanhamento de performance de mídia e de vendas, gestão de redes sociais, gestão de lançamentos etc.);
  • núcleo de inovação (voltado principalmente para startups).

Como a mudança no modelo de agências de publicidade pode melhorar a relação com o marketing?

O novo modelo adotado pelas agências tende a ser mais transparente nas negociações com as verbas do setor de marketing das empresas. Essa nova forma de relacionamento gera maior respeito e confiança.

 

O modelo proposto coloca a agência como uma parceira disposta a correr riscos junto à organização, em troca de um fee (percentual) por resultados. Essa relação tende a ser muito benéfica para o setor de marketing, que consegue otimização para seus projetos e integração de todas as ações.

 

No futuro, cada vez mais agências de publicidade trarão soluções focadas na consultoria de negócios. E essa transformação será muito vantajosa para o profissional de marketing das instituições.

 

Gostou deste post que aponta a mudança no tradicional modelo de agências de publicidade? Então curta nossa página no Facebook e siga-nos no Linkedin para ficar por dentro das nossas atualizações!

 

Rina Ferrarezi About the author

Criação

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.