O que é cauda longa e como ela pode melhorar a sua estratégia?

São muitos os fatores que os mecanismos de busca consideram ao rastrear páginas e tentar compreender a relevância do material que elas oferecem. Nesse contexto, a cauda longa é um dos elementos de SEO mais importantes para a otimização de web sites ou blogs de qualquer empresa.

 

Quer entender o caminho para obter êxito nas suas campanhas e descobrir como se qualificar para ocupar as primeiras posições no ranking das pesquisas?

 

Confira no post de hoje, como a definição dos termos certos pode auxiliar na sua estratégia. Boa leitura!

 

Afinal, o que é uma palavra-chave cauda longa?

 

As palavras-chave de cauda longa ou long tail, são expressões mais específicas sobre determinado tema, portanto, mais fáceis de qualificar a sua página.

 

Recebem esse nome porque consistem em uma cadeia de caracteres de palavras, expressando com maior exatidão a intenção do seu conteúdo e, principalmente, o tipo de solução que as pessoas que procuram.

 

Imagine uma empresa que produza acessórios para smartphones e pretenda impulsionar as vendas de capas anti-impacto. Se ela usa como palavra-chave apenas “capas de smartphones” para publicar um artigo, encontrará inúmeros outros sites tentando se classificar para a mesma palavra. Ao passo que, ao utilizar “capas que protegem meu smartphone contra impactos”, a concorrência será menor, e as chances de estar entre os primeiros, mais altas.

 

Como elaborar uma cauda longa eficiente?

 

Faça uma boa pesquisa

 

Nada melhor que uma boa pesquisa para levantar as expressões mais próximas ao real interesse da sua audiência. Comece avaliando as buyer personas — quem são elas, quais as suas metas e quais problemas enfrentam. Assim, será possível compreender o que procuram.

 

Então, liste as potenciais palavras-chaves encontradas e aprofunde a análise sobre cada uma delas:

 

  • a classificação atual nos mecanismos de busca;
  • a frequência de procura para ela.

 

 

Use seu Google Analytics e Search Console

 

O intuito de qualquer empreendedor é conseguir obter palavras-chave que tenham um grande volume de pesquisa, com pouca competição, e assim começar a criar conteúdo em torno delas.

 

Com o Google Analytics, a procura pelas expressões ideais para trazer fluxo qualificado de visitantes aos seus conteúdos se torna mais fácil — você tem plena capacidade de ver o nível de competição em cada uma delas.

 

O programa mostra o que as pessoas estão procurando, ou seja, fornece pistas de como você pode entregar aquilo que o público deseja. Além de registrar a quantidade de vezes que alguém buscou por essas palavras.

 

Já o Google Search Console possibilita a visualização das estatísticas de tráfego. Ele oferece uma lista de todas as páginas que estão gerando tráfico de busca, na ordem da mais popular para a menos popular, e também disponibiliza dados coletados das suas próprias páginas.

 

Entre na mente de seu consumidor/visitante

 

Nada mais eficiente para definir palavras-chave de cauda longa do que se colocar no lugar desses visitantes ou leads. Vá além das suas características objetivas e procure entrar na mente do público-alvo — entender quais as suas dores, e expectativas para solucioná-las.

 

Utilize expressões sinônimas

 

Uma boa tentativa para se qualificar nos resultados de pesquisa do Google é pelo uso de termos sinônimos para uma palavra. O mesmo objeto pode ter diferentes nomes de acordo com:

 

  • a população que você está lidando;
  • a faixa etária;
  • o local onde vivem.

 

Os sinônimos são uma excelente forma para se destacar da concorrência, ainda que abordando temas semelhantes, e certamente fará a diferença na hora de atrair fluxo para a página da empresa.

 

Mantenha uma padronização

 

Apesar do seu nome, não quer dizer que as palavras-chave de cauda longa devam ser muito extensas. Ao contrário, os resultados são melhores quando utilizadas nos limites de 11 a 20 caracteres. O indicado é que se elabore algo que não seja nem muito curto e nem muito longo.

 

Criar uma palavra-chave de cauda longa tem os seus pontos fortes, entretanto, não significa que todas elas serão bem-sucedidas. Somado ao uso das ferramentas apropriadas, é indispensável que os conteúdos produzidos tenham qualidade, caso contrário, não engajarão os potenciais consumidores.

 

Gostou das dicas? Agora que você já sabe a importância de adotar uma cauda longa que traga fluxo aos seus conteúdos, aproveite para aprender a atingir o sucesso em campanhas de e-mail marketing.”

 

Ricardo Abellan Sobre o autor

Estratégia e Resultados

No Comments

Deixe um comentário