Psicologia do consumidor: marketing digital x clientes multitela

Com tanta informação, a persona de qualquer nicho de mercado não tem mais tanta paciência para o formato de propaganda tradicional. Ela também não está disposta a consumir algo de uma marca incoerente aos seus princípios. Talvez você esteja se perguntando como trabalhar para esse novo perfil de cliente: exigente, conectado e sempre bem informado.

 

A psicologia do consumidor estuda o comportamento de compra e como favorecer as vendas. A mudança de perfil do cliente, junto à transformação digital, aponta a importância de saber atrair a audiência e converter os leads em clientes. Essa técnica ajuda o marketing a acompanhar as tendências e a conseguir excelentes resultados.

 

Confira neste artigo como funciona o comportamento do consumidor no ambiente digital e como sua relação com a marca influencia na decisão de uma compra.

 

Quem é o cliente multitela?

 

Existem dois tipos diferentes de multitela: sequencial e simultâneo. No primeiro caso, o usuário pesquisa algo em um dispositivo, passando para outro para continuar sua navegação. Na segunda opção, a pessoa usa várias telas ao mesmo tempo. No Brasil, é mais comum o modo simultâneo — para se ter uma ideia, atualmente, 68% dos brasileiros usam o smartphone enquanto assistem TV.

 

Isso significa que a concentração do público está cada vez mais dividida, sendo mais difícil engajar a audiência. Acontece que tudo tem um lado bom e, no caso do fenômeno multitela, as campanhas que atraem os leads para outras plataformas têm maior conversão — uma campanha em vídeo, por exemplo, convidando o telespectador a visitar o site da empresa.

 

Em que devo focar para alcançar esse público?

 

Técnicas invasivas ou até mesmo agressivas não adiantarão! Esse perfil de cliente está sempre atento e usará o poder do novo formato de comunicação a seu favor. Ou seja, uma marca que ignora uma reclamação, por exemplo, pode ter a sua imagem ameaçada por críticas que rapidamente viralizam nas redes sociais.

 

Situações-problema existem e nem toda reclamação pode ser sanada. A preparação da sua empresa para cenários semelhantes pode ser feita com branding, que garante um relacionamento mais estreito e fiel com o público. A empresa O Boticário, por exemplo, produziu um vídeo chamado Colo de Mãe que criou uma conexão emocional e gerou quase 15 milhões de visualizações em apenas 4 dias.

 

Como usar a psicologia do consumidor para otimizar os resultados?

 

O apelo emocional citado no tópico anterior é um dos vários recursos usados no neuromarketing para melhorar os resultados. Antes de apresentar outras técnicas que você pode implementar, confira algumas características referentes ao comportamento deste novo consumidor:

 

  • considera a opinião de especialistas;
  • tende a compartilhar mensagens positivas;
  • faz uma pesquisa online antes de comprar;
  • confia em depoimentos de outros consumidores.

Para aplicar a psicologia do consumidor nesse novo mercado, você pode:

  • conectar a audiência pelo fator emocional;
  • estimular os sentidos — imagens, sons ou uma foto que apresente textura, por exemplo;
  • montar uma comunidade nas redes sociais para aumentar a fidelização;
  • manter a conversa próxima e com um tom próprio da marca;
  • apresentar histórias que envolvem o público e geram identificação;
  • criar um senso de urgência para incentivar as vendas.

Neste artigo, você conferiu como a psicologia do consumidor identifica o comportamento do cliente multitela e desenvolve um ciclo de vendas mais enxuto e eficiente. Afinal, conseguir a atenção desse público talvez seja mais fácil do que criar empatia.

 

Desenvolva ações que gerem emoção e deixe a marca única promovendo interações e um relacionamento verdadeiro com os clientes.

 

Agora que você conferiu essa grande oportunidade, aproveite para entender o que é mídia programática e como ela está diretamente ligada ao cliente multitela, impactando positivamente as vendas. Monte o planejamento adequado para as suas campanhas e tenha resultados de sucesso!

 

Felipe Zorzi Sobre o autor

Parcerias e Gerenciamento de Projetos

Comentários
  • Conforme já disse pro Abellan…
    “_ a vontade q eu tenho era de ser um grande anunciante para poder entregar minha conta Publicitária pra vcs.
    Tal a generosidade de compartilhar a informação assim como a clareza como ensinam os meandros desse novo Marketing q se descortina diante de nossos olhos.
    Hoje sou um fornecedor da GDM e iniciei uma jornada na mais nova empresa de mídia OOH do Mercado.
    Quem sabe num futuro, a parceria GDM/MODAL se torne uma grande associação de valores. Onde ambas empresas possam se beneficiar ???
    Parabéns mais uma vez e q Deus continua abençoando essa empresa tão querida. ”

    Duprat

    julho 9, 2018 at 4:42 pm

Deixe um comentário